Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Galerias

08/04/2010

Viagens de Estudos

La Mejor Universidad es viajar

Essa frase está escrita no albergue da Rua do Hospital, atrás da quadra da Rambla, em Barcelona. Ela está escrita em três idiomas que são catalão, inglês e espanhol.

Na nossa viagem à Grécia, onde 34 filósofos clínicos e alguns convidados foram ver na prática aquilo que estudamos em livros, sobre o Parthenon, onde Sócrates viveu e morreu, Platão, Aristóteles, Diógenes... onde o apóstolo Paulo pregou ao Deus desconhecido. Estivemos em Corinto, Olímpia, no Oráculo de Delfus, passamos por Meteora e retornamos a Athenas, onde visitamos museus, sítios arqueológicos. Quanta informação que se transformaram em conhecimento em tão pouco tempo.

Algumas vezes me pergunto:

Viajar é o sonho de oito em cada dez pessoas, então porque tão pouca gente viaja? Custo das passagens, hotel, tempo disponível... afinal, o que leva algumas pessoas a sonhar em viajar e não viajar?

Viajar, para mim, é o melhor modo de se aprender geografia e história, conhecer novas línguas, novas culturas, novas arquiteturas, gastronomia, frutas, fauna, flora, conhecer gente diferente, importante, inteligente, conhecer melhor colegas de turma, expandir a mente.

Convidei uma amiga para ir a Grécia conosco e ela me disse que não poderia ir porque precisava trocar seu carro. Cada um com suas prioridades, porém se o sonho é viajar, porque trocamos o sonho por coisas?

Essa viagem à Grécia, para mim, foi o modelo de aprendizado mais rápido, onde uniu teoria e prática. Foi um sonho realizado.

Eu sou Beto Colombo, estamos juntos.